Números mostram DNA ofensivo de Torrent, novo treinador do Flamengo

4
Escudo do Flamengo é exposto próximo a um dos gols, no gramado do Maracanã (Foto: Daniel Castelo Branco)

O Flamengo já definiu quem será o substituto de Jorge Jesus: Domènec Torrent. Espanhol, 58 anos de idade e ex-auxiliar de Pep Guardiola, o treinador irá assinar contrato com o clube nessa quinta-feira. E apesar de ser um novo técnico, com ideias próprias, uma coisa deverá ser mantida: o DNA ofensivo.

Diferente de Jesus, Dome, como é carinhoso chamado, é adepto do jogo posicional. Ou seja, um modelo de jogo onde os atletas não costumam ter tanta liberdade para trocar de posicionamento, como gosta o português, por exemplo. O que não quer dizer que seja menos eficiente.

Em 2019, com Torrent no comando, o New York City fez a sua melhor campanha da história na MLS, terminando em primeiro na Conferência Oeste pela primeira vez. Além disso, bateu seu recorde de gols em uma edição do campeonato, com 65. Essa foi a melhor marca da conferência e a segunda no geral, ficando atrás apenas do Los Angeles, do Leste, que estufou as redes 91 vezes. Curiosamente, nenhum dos dois foi campeão, e o título terminou com o Seattle Sounders. Coisas do futebol.

Torrent ficou por duas temporadas nos Estados Unidos (Foto: Arquivo Pessoal)

O NY City foi também a terceira equipe que mais finalizou em gol na temporada regular, com 197 arremates no alvo em 516 tentados – 4º maior volume entre as 24 equipes. Mesmo sem ter o artilheiro da competição, o mexicano Carlos Vela, do LA, o time fez o principal garçom: o argentino Maximiliano Moralez, com 20 assistências para gol. O brasileiro Héber, ex-Figueirense e Paysandu, foi o goleador do NY, com 15 tentos.

Nos quase dois anos em que esteve à frente do New York City, Domènec Torrent comandou o time em 60 partidas, vencendo 29, empatando 15 e perdendo 16. Um aproveitamento de 56,6%. Foram 104 gols marcados pela equipe (1,73 g/j) e 76 sofridos (1,27 g/j).

Números que se comparados aos recordes obtidos por Jesus em 2019, claro, não impressionam. Mas que dentro do contexto da competição que disputou, com um elenco distante do favoritismo, mostram um time ofensivo.

Números de Torrent em 2019:

  • 35 jogos
  • ​18 vitórias
  • 10 empates
  • 7 derrotas
  • 64 gols marcados (melhor ataque da Conferência Oeste)
  • 44 gols sofridos
  • 533 finalizações (maior marca da Conferência Oeste)
  • 204 finalizações certas (maior marca da Conferência Oeste)

Retirado de: Números da Bola/Lance

4 COMENTÁRIOS

  1. Sei que a diretoria do Flamengo fez o que foi possível. Trazer um treinador de primeira linha era utopia. Os de segunda linha, optaram por ficar na Europa, por preferência ou por dúvidas sobre o Brasil. Acabamos contratando um de terceira linha. Pouca experiência como treinador e números muito tímidos. O longo período como auxiliar de Pep Guardiola conta um pouco a seu favor, porém, uma coisa é dar sugestões ao treinador, e, outra coisa, é ser o treinador e assumir a responsabilidade pelas decisões. Jesus chegou com sua equipe entrosada, ao contrário do nosso contratado, que está formando parte de sua equipe às vésperas de embarcar para o Brasil. Espero que ele não chegue fazendo experiências. No mais, somos todos flamenguistas e torcemos para ele dar certo. Avante Flamengo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here