Marcos Braz se encontra com o presidente do Benfica em Portugal

Marcos Braz durante coletiva de imprensa no Ninho do Urubu (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Banner Stake

Numa altura que o Benfica ainda não desistiu de contratar nomes do Flamengo, especialmente Gerson e Bruno Henrique, uma cena no mínimo inusitada aconteceu no início da noite desta quinta-feira em Lisboa. O vice-presidente rubro-negro Marcos Braz e o presidente encarnado Luís Filipe Vieira tiveram um rápido encontro no café de um luxuoso hotel na região nobre da capital portuguesa.

Braz, que estava acompanhado do novo reforço do time carioca, o lateral-direito chileno Mauricio Isla, chegou ao local por volta de 19h30 e, poucos segundos depois, foi cumprimentar e trocar algumas palavras com Vieira, que, por sua vez, tinha como companheiro de mesa o advogado Bruno Macedo, um dos responsáveis por agenciar a carreira do treinador Jorge Jesus.

Pessoas próximas aos dois dirigentes garantiram à Goal que, para já, a “curta reunião” não passou de uma mera coincidência. Curiosamente, essa é a primeira vez que ambos têm um contato presencial depois da conturbada negociação envolvendo Jesus, que pegou praticamente todos de surpresa no Rubro-Negro quando resolveu deixar o Brasil e voltar para Portugal.

Apesar de já ter contratado os atacantes Pedrinho, ex-Corinthians, Everton Cebolinha, ex-Grêmio, e Luca Waldschmidt, ex-Freiburg, o Benfica quer mais um jogador de peso para o setor ofensivo. Além de Bruno Henrique, hoje avaliado entre 10 e 15 milhões de euros (R$ 66 e R$ 99 milhões), os encarnados sonham com Edinson Cavani, que deixou o PSG no mês passado e está livre no mercado.

Neste momento, a prioridade de Jorge Jesus é reforçar o meio-campo, sobretudo com a chegada de um segundo volante. Gerson, que, segundo o Benfica, tem o valor de mercado de no máximo 25 milhões de euros (R$ 165 milhões), é um dos nomes que mais agradam.

Retirado de: Goal