Flamengo contrata ‘Dí Maria’, destaque da base do Botafogo e alvinegro se irrita

8
Lucas Ribeiro em ação pelo Botafogo (Foto: Fábio de Paula/Botafogo)

O lateral-esquerdo Lucas Ribeiro, de 17 anos, é o novo reforço das categorias de base do Flamengo. Conhecido como Dí Maria por ser parecido fisicamente com o argentino, o jogador saiu de maneira complicada do Botafogo. No meio de uma troca de empresários, o clube alvinegro acusou os antigos agentes do garoto de fazerem leilão nas conversas para assinatura de contrato.

O posicionamento da diretoria veio por meio de nota oficial. O clube de General Severiano afirma que os antigos representantes do garoto, a empresa Hi Talent, foram atrás de propostas de outras equipes enquanto a diretoria buscava assinar o primeiro vínculo profissional da promessa. Entre elas, o atleta optou pelo Flamengo.

Apesar da ida para o rival, a mudança não gerou desgaste entre os dirigentes dos dois clubes. O Botafogo entende que não houve assédio, e sim um movimento deste antigo representante. A partir do momento em que a outra proposta foi colocada na mesa, a diretoria se retirou da conversa para não entrar no que chamou de “leilão”.

Empresário nega leilão

Hoje, quem responde pela carreira de Lucas é o empresário Rodrigo Pitta. Mas a bronca do Botafogo é com a empresa anterior, a Hi Talent, que cuidou do lateral até o mês passado. Procurada pela reportagem, a agência deu versão diferente. Segundo eles, Dí Maria nunca foi prioridade para o clube.

O jogador chegou ao Botafogo em agosto, depois de saídas recentes de Fluminense e Soledade-RS. Durante esse ano, passou por uma espécie de período de testes, ao defender o sub-17 sem ter contrato de formação. Pouco tempo depois o garoto subiu para o sub-20, mas o cenário se manteve. Foi quando surgiram equipes interessadas, como Athletico-PR e Bragantino, além do Flamengo.

— Fizemos um acordo com custo zero para o Botafogo. Ele não tinha recebido R$ 1 do clube. Não houve leilão, recebemos outros contatos porque o atleta se destacou, começou a jogar no sub-20. Falei com o Botafogo quando ele foi chamado para o Campeonato Brasileiro, depois da estreia… Ouvimos que tinham outras prioridades – disse o empresário Jonathan Marins.

Leia a nota do Botafogo

“O Botafogo confirma a saída. Há um tempo, as partes negociavam e o atleta recebeu uma proposta de contrato profissional. Entretanto, no meio deste processo, houve uma troca de empresários e, neste momento, foi comunicado que o atleta possuía propostas de outros clubes.

Neste cenário, iniciou-se um “leilão” e o Botafogo decidiu não prosseguir com a negociação.

O departamento de futebol de base do Botafogo repudia veementemente tais práticas, segue trabalhando firme em formar atletas para a equipe profissional e reforça que não fugirá de sua metodologia por influência de terceiros.”

Retirado de: Globo Esporte

8 COMENTÁRIOS

  1. Precisamos contratar akguem para zaga e cabeça de area vao encerrar se as inscriçoes.
    Vamos focar sem opçoes.
    O jonas cabeça de area esta de bobeira.
    E jogador de raça.

  2. Se o jogador for promissor e se tiver no clube rival tem que tirar de lá mesmo . Fosse o contrário eles fariam pior , ou seja: se tivesse duas promessas no Flamengo e se o Botafogo oi qualquer clube estivesse aí m condições melhores ,com certeza eles levariam os dois e foda-se o Flamengo .

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here