Thiago Maia, Pablo, Marinho, Fabricio Bruno, Santos e Everton Cebolinha: Flamengo supera os R$ 150 milhões investidos em 2022

0
Everton Cebolinha conhece as instalações do Ninho do Urubu (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Com a contratação de Everton Cebolinha oficializada – a sexta do ano -, o Flamengo chegou aos R$ 159 milhões investidos em direitos econômicos para a temporada. É a quarta vez em quatro anos que o clube supera a barreira dos R$ 120 milhões na gestão do presidente Rodolfo Landim. Até 2019, tal valor só havia sido atingido uma vez.

Em 2018, último ano do segundo mandato de Eduardo Bandeira de Mello, o Fla investiu R$ 120 milhões. Desde então, o clube adquire direitos econômicos anualmente acima deste valor (detalhes abaixo).

O Flamengo já superou o investimento na formação do elenco em relação à última temporada, na qual o clube teve as finanças impactadas pela pandemia do coronavírus. Além de Cebolinha, Pablo, Santos, Marinho e Fabrício Bruno chegaram ao Ninho do Urubu em 2022. Já Thiago Maia foi comprado em definitivo pelo Rubro-Negro.

Os valores dos seis reforços contratados pelo Flamengo em 2022:

  • Thiago Maia, do Lille (FRA): R$ 24 milhões parcelados.
    • Em 31 de março, Flamengo tinha R$ 24,068 milhões a pagar ao clube francês.
  • Pablo, do Lokomotiv Moscow (RUS): R$ 16,7 milhões parcelados.
    • Em 31 de março, Flamengo ainda tinha R$ 11,14 milhões a pagar ao clube russo
  • Marinho, do Santos: R$ 6,5 milhões pagos à vista.
  • Fabricio Bruno, do Red Bull Bragantino: R$ 15,1 milhões pagos à vista.
  • Santos, do Athletico-PR : 3 milhões de euros, cerca de R$ 15,5 milhões.
    • Valores e forma de pagamento ainda não confirmados pelo clube.
  • Everton Cebolinha, do Benfica: 13,5 milhões de euros, cerca de R$ 73,4 milhões.
    • Forma de pagamento ainda não detalhada pelo clube.

Investimento em direitos federativos ano a ano do Flamengo, segundo a demonstração financeira de 2021 do Rubro-negro:


  • 2014: R$ 30 milhões
  • 2015: R$ 27 milhões
  • 2016: R$ 39 milhões
  • 2017: R$ 65 milhões
  • 2018: R$ 120 milhões
  • 2019: R$ 249 milhões
  • 2020: R$ 185 milhões
  • 2021: R$ 124 milhões
  • 2022: R$ 159 milhões*

*Valores de acordo com apuração do jornal ‘Lance’ e demonstrativo financeiro do primeiro semestre de 2022

Retirado de: Lance