Dirigente do Flamengo é sincero ao falar sobre a possibilidade do clube virar SAF

Luiz Eduardo Baptista, o Bap, durante coletiva de imprensa (Foto: Divulgação)

Clubes como Botafogo, Vasco, Cruzeiro e Cuiabá aderiram ao regime da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) e vem encontrando diversos benefícios, como a possibilidade de grandes contratações e a retomada na briga por títulos. Nesta semana, Luiz Eduardo Baptista, presidente do Conselho de Administração do Flamengo, comentou, em entrevista ao portal “GE”, sobre a possibilidade do clube também se tornar uma SAF.

Em que pese a saúde dos nossos números, é importante que a gente consiga entender os movimentos do futebol e contextualizar como é que o Flamengo vai se situar nesse mundo em função dessas mudanças, que são inevitáveis, e que estão por ocorrer nos próximos anos”, disse Bap, antes de completar:

Leia também:

— Se no futuro tiver que ser por meio de SAF’s, o Flamengo quer estar absolutamente preparado para isso. Se o Flamengo tem uma predileção especial por SAF’s? […] Eu diria que o núcleo duro do Flamengo gosta de ser vencedor sem fazer loucuras e sem queimar dinheiro desnecessariamente. Investir na medida que isso se traduza em conquistas esportivas, que basicamente é o nosso lema: vencer, vencer, vencer, comentou.

Mesmo com sucesso dentro e fora de campo, Bap garantiu que o Flamengo segue atento aos comportamentos de outros clubes ao redor do planeta, ficando de olho nas principais movimentações do mercado do futebol.

— Ainda que tenhamos uma situação econômico-financeira muito melhor do que a maior parte dos clubes brasileiros, especialmente na Série A, não sabemos o que vai acontecer nos próximos 10 anos. Continuamos em estado de alerta 24 por 7 e não vamos perder de vista o que está acontecendo no futebol. Não vamos simplesmente relaxar porque temos tido sucesso esportivo e econômico, finalizou Luiz Eduardo Baptista.

Para entender mais do assunto, o Flamengo marcou uma palestra sobre o modelo de clube-empresa que vem sendo aplicado ao redor do país. A conversa, com o tema “SAF´s no Brasil e no mundo e o que pode mudar no futebol nos próximos 5 anos”, acontecerá na quarta-feira (7), às 18h30, na sede do clube, na Gávea, e será ministrada por Marcos Motta, referência em direito desportivo dentro do futebol mundial.

Retirado de: O Dia