Gabigol, do Flamengo, figura em ranking com Messi, Cristiano Ronaldo, Lewandowski, Neymar, Ibrahimovic, Di María e Benzema

Gabigol em ação pelo Flamengo durante o jogo contra o Fluminense pelo Brasileirão de 2022 (Foto: Reprodução/Flamengo)
Banner Stake

O torcedor do Flamengo certamente já se acostumou a ver os braços de Gabigol levantados em muque nas horas de mais aperto. Autor dos gols dos títulos das Libertadores de 2019 e 2022, o camisa 10 se mostra a cada temporada mais acostumado a marcar em jogos decisivos. Hoje, às 21h30 (de Brasília), em Quito (Equador), no jogo de ida da Recopa Sul-Americana contra o Independiente del Valle, ele tem mais uma oportunidade de aumentar seus números na lista de maiores artilheiros em jogos valendo títulos neste século.

Em levantamento do jornal ‘O Globo’, Gabi aparece em sexto, contando apenas os jogadores em atividade. É um dos dois brasileiros da lista, seguido por Raphael Veiga, do Palmeiras, sendo eles os únicos atuantes no futebol do país.

O jogador do Flamengo está empatado com sueco Ibrahimovic e atrás de craques do futebol mundial, como Messi, Cristiano Ronaldo, Lewandowski e Neymar. A lista, que abrange o futebol brasileiro e os principais centros do futebol europeu, leva em conta apenas competições nacionais e internacionais, de clubes ou seleções, decididas em finais, como copas ou torneios de confrontos únicos ou de disputa mais curta, como supercopas e recopas — se estaduais estivesse na contagem, o rubro-negro teria mais quatro tentos em sua conta.

Enquanto o Flamengo ainda busca o primeiro título do ano após a queda na semifinal do Mundial de Clubes, o camisa 10 tenta seu terceiro gol em decisões. Ele já marcou dois na Supercopa do Brasil, no fim de janeiro, mas que não foram suficientes para evitar a derrota por 4 a 3 para o Palmeiras. Com os tentos em Brasília, chegou a 11: antes, já havia marcado em finais de Libertadores (4), Supercopa do Brasil (3) e Recopa Sul-Americana (1) com a camisa do Flamengo, mais um gol na decisão da Copa do Brasil de 2015 pelo Santos.

— Com todo respeito ao Carioca e aos próximos times, o nosso foco é a Recopa. Precisamos dar uma resposta em jogos decisivos. Não fomos felizes na Supercopa e no Mundial, precisamos juntar todas as nossas energias e estar prontos para sermos campeões em casa — projetou o atacante após marcar duas vezes sobre o Volta Redonda, na última quarta-feira.

Os gols também o colocaram no top-10 dos maiores artilheiros do Fla, empatado com os 142 de Índio.

— A palavra que talvez me defina é constância. Tento sempre nos momentos bons e ruins, que são normais, manter a minha constância, trabalhar e focar para ajudar meus companheiros. Independente se é nos jogos ou nos treinos, eu quero vencer e dar o meu melhor — avaliou.

Retirado de: Extra