Rodolfo Landim se manifesta após briga entre Marcos Braz e torcedor do Flamengo

Rodolfo Landim em entrevista coletiva no Ninho do Urubu (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Banner Stake

O Flamengo se pronunciou a respeito da confusão envolvendo Marcos Braz e um torcedor rubro-negro, nesta terça-feira, em um shopping localizado na zona oeste do Rio de Janeiro. O presidente Rodolfo Landim e demais diretores do clube prestaram apoio ao vice-presidente de futebol. A informação é da jornalista Raisa Simplicio.

“Rodolfo Landim prestou solidariedade a Marcos Braz assim como membros da diretoria. Flamengo pediu ainda mais atenção com a segurança de atletas e dirigentes”, escreveu Raisa.

Rodrigo Dunshee, vice-presidente jurídico e geral do clube, foi à 16ª DP (Barra) para acompanhar o caso. No local, falou rapidamente com os jornalistas e garantiu que Braz foi vítima de uma situação já premeditada.

“O Marcos Braz foi envolvido numa perseguição, coisa premeditada. (…) O Marcos Braz estava com a filha dele, uma situação totalmente constrangedora, foi ameaçada a vida dele na frente da filha, e ele tomou uma reação. Ele é a vítima nessa história, ele vai correr atrás dessas pessoas, a polícia vai correr atrás dessas pessoas. Para mim, esse tipo de coisa, ameaça, perseguição, não pode acontecer, isso é crime”, afirmou Dunshee.

No entendimento do Flamengo, Braz tem sido vítima constante de ameaças. Recentemente, uma postagem feita por uma das organizadas convocava rubro-negros caso flagrassem jogadores e dirigentes em momentos de lazer. “Vai começar a caçada”, dizia a legenda.

No depoimento à polícia, o torcedor alegou que ter sido mordido na região da virilha, enquanto que Braz teria sofrido um corte no nariz após receber um soco. Ambos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) para exame de corpo delito. A princípio, o caso é tratado como agressão e ameaça.

Torcedores cobram a saída de Marcos Braz

Nas redes sociais, muitos rubro-negros entenderam que Braz foi covarde ao agredir o torcedor com a ajuda de seus seguranças. Revoltados, querem a pronta demissão do vice-presidente de futebol. No que depender do Flamengo, o profissional segue normalmente no cargo.

O episódio acontece na semana em que o Flamengo irá decidir o título da Copa do Brasil. Com o resultado adverso no primeiro jogo contra o São Paulo, o clube teme pela segurança de todos caso a equipe não consiga reverter o cenário.

Retirado de: Torcedores