Após jogo despedida, Rodrigo Caio faz revelação sobre momento marcante no Flamengo

Rodrigo Caio em ação pelo Flamengo contra o Botafogo (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)

Por: Kayo Silva 

No último domingo (03), o Flamengo jogou pela última vez no Maracanã. Isso ocorreu porque, na rodada final do Campeonato, o time enfrentará o São Paulo no Morumbi. Portanto, a vitória de 2 a 1 sobre o Cuiabá se tornará histórica, principalmente para dois jogadores que estão se despedindo do clube: Filipe Luís e Rodrigo Caio. Esta foi a última partida deles com a camisa rubro-negra; Filipe Luís está encerrando sua carreira, enquanto Rodrigo Caio planeja seguir novos caminhos.

Após o jogo, ambos foram ovacionados pela torcida. Em entrevista, Rodrigo Caio falou sobre sua trajetória no Flamengo e destacou um título que considera especial: a Libertadores de 2019. “É difícil escolher apenas um, mas a Libertadores de 2019 foi marcante. Todos os momentos aqui foram intensos. Dediquei-me de corpo e alma e sou extremamente grato por ter vivido isso. Sempre dei o meu melhor, dentro e fora de campo,” disse ele.

O zagueiro foi peça-chave nas conquistas de 2019 e 2020, tornando-se um titular indiscutível em uma das melhores formações do Flamengo nas últimas duas décadas. Sua marca no clube e na memória dos torcedores é indelével.

Além de suas conquistas, ele ressaltou sua jornada no Mengão. Apesar das lesões frequentes, que limitaram seu tempo em campo, ele valoriza o respeito e a admiração conquistados entre os torcedores. “As alegrias superam tudo. Tudo que vivi neste clube foi especial e único. Não apenas as conquistas, mas também as amizades e o respeito adquirido dos colegas, da instituição e desta imensa Nação. Sou grato a Deus por me capacitar e me sustentar em todas as circunstâncias. Minha história aqui foi incrível; as dificuldades nos fortalecem,” refletiu Rodrigo.

Ele deixa o Flamengo com um legado de duas Libertadores (2019 e 2022), dois Campeonatos Brasileiros (2019 e 2020), uma Copa do Brasil (2022), duas Supercopas do Brasil (2020 e 2021), uma Recopa Sul-Americana (2020) e três Campeonatos Cariocas (2019, 2020 e 2021).

Ainda buscando a melhor formação, Tite explica escolha por Varela como titular no Flamengo