Jogador do Palmeiras elege o Flamengo o pior time para enfrentar: “É bom jogar contra”

Endrick em ação pelo Palmeiras contra o Flamengo (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Nos últimos anos, o cenário futebolístico brasileiro tem sido marcado pela crescente rivalidade entre Palmeiras e Flamengo. Essas duas potências do futebol têm competido intensamente por títulos e reconhecimento, deixando de lado as tradicionais disputas regionais para se estabelecerem como protagonistas nacionais. De fato, desde 2019, o Flamengo tem dominado o cenário no Rio de Janeiro, enquanto o Palmeiras se destacou em São Paulo, com ambos os clubes disputando intensamente cada troféu disponível.

A rivalidade entre Palmeiras e Flamengo ganhou ainda mais destaque com confrontos decisivos como a Supercopa do Brasil e a Copa Libertadores. Em 2021, a Supercopa reuniu os campeões do Campeonato Brasileiro (Flamengo) e da Copa do Brasil (Palmeiras) em uma partida emocionante que terminou em vitória para o Flamengo após disputa de pênaltis. Da mesma forma, a final da Copa Libertadores de 2021, realizada em Montevidéu, Uruguai, foi um marco histórico, sendo a primeira vez que ambos os times se enfrentaram na final do torneio, com o Palmeiras saindo vitorioso​​.

Leia também:

Raphael Veiga, meia do Palmeiras, ressaltou em entrevista a importância da rivalidade com o Flamengo, destacando o prazer de competir contra uma equipe que também apresenta um alto nível e está constantemente disputando títulos. “Ultimamente por tudo que tem acontecido no futebol é o Flamengo [mais dá trabalho]. É bom jogar contra o Flamengo porque é um time bom também e tem brigado com a gente por títulos”, expressou Veiga, evidenciando o respeito mútuo e a competitividade entre as equipes.

Por outro lado, enquanto o Palmeiras manteve uma certa estabilidade, o Flamengo enfrentou desafios com frequentes mudanças na gestão técnica, especialmente após a saída de Jorge Jesus. Desde então, o clube carioca passou por oito diferentes técnicos, buscando retomar a consistência e o sucesso nos campos. Apesar das dificuldades de gestão, o Flamengo continuou a conquistar títulos importantes, como a Copa do Brasil e a Libertadores sob o comando de Dorival Júnior​​.

Ainda no cenário futebolístico, Craque Neto destacou Raphael Veiga como uma indicação para a seleção brasileira, principalmente pela sua performance excepcional no meio-campo. “Hoje ele é o melhor meia esquerda do futebol brasileiro. Ele e o De Arrascaeta pra mim, mais ele. Eu gosto mais dele. Acho que está pronto para ser titular da seleção brasileira se alguém acreditar nele e dar seis jogos seguidos”, comentou Neto, enfatizando a qualidade e a prontidão de Veiga para representar o Brasil em nível internacional.