Atitudes da Caixa sobre o estádio incomodam o Flamengo

Rodolfo Landim em entrevista coletiva no Ninho do Urubu (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Rodolfo Landim enfrenta um momento único em sua gestão, principalmente por conta das negociações para a compra de um terreno para a construção do novo estádio do clube. As relações entre o Flamengo e a Caixa Econômica Federal passam por um período complicado. Landim expressou sua insatisfação com o que considera um descaso da Caixa e do gestor do fundo responsável pelo terreno do Gasômetro, local anteriormente considerado ideal para o projeto.

O terreno do Gasômetro, embora ainda seja a principal escolha de Landim, enfrenta obstáculos significativos, o que levou o presidente a considerar alternativas. A busca por um local que atenda às necessidades do clube e de sua torcida se intensificou, com empresários do ramo imobiliário apresentando opções em diversas regiões. Entre essas, a Barra da Tijuca desponta como uma forte candidata, devido às suas vantagens logísticas e à receptividade por parte da equipe responsável pelo projeto do estádio.

Leia também:

A avaliação de outras possibilidades indica a abertura de Landim e sua equipe para garantir o melhor resultado para o Flamengo. A visão de criar um espaço que seja ao mesmo tempo prático para os torcedores e emblemático para o futebol nacional é o que guia as decisões atuais.

Consciente dos desafios, Landim não perde a esperança de finalizar a compra do terreno durante seu mandato, solidificando assim seu legado na história do Flamengo. A concretização desse projeto significaria não apenas a realização de um sonho antigo da torcida rubro-negra, mas também a afirmação da força e da perseverança do clube diante das adversidades.

Quando será o próximo jogo do Flamengo?

Flamengo enfrentará o Nova Iguaçu no dia 31 de março, no primeiro confronto da final do Campeonato Carioca. A partida ocorrerá no Maracanã, no Rio de Janeiro.

Confira abaixo a agenda do Flamengo no Campeonato Carioca: