CBF emite nota oficial após polêmica

Sede da CBF no Rio de Janeiro (Foto: Cahê Mota/Globo Esporte)
Banner Stake

A declaração do lateral Yan Couto sobre o pedido da CBF para remover a tintura rosa do cabelo deu o que falar nas redes sociais. Muitos internautas não acharam de bom-tom a interferência da entidade em pontos como a coloração capilar dos jogadores.

Os dirigentes da CBF também não gostaram nada de a recomendação ter sido vazada para a imprensa. A entidade nega que tenha vetado a tintura do cabelo do jogador.

Leia a nota:

A CBF reafirma seu compromisso com a liberdade, a pluralidade, o direito à autoexpressão e livre construção da personalidade de cada indivíduo que trabalhe na entidade ou defenda a Seleção Brasileira. Para a entidade, o desempenho do colaborador fala por si só.

O compromisso da CBF é com o bom futebol e as melhores práticas de gestão. Cada colaborador ou atleta deve ter autonomia sobre sua própria aparência, credo, orientação sexual, expressão de gênero.

Desde o início da atual gestão, a CBF tem como uma das prioridades a luta contra o racismo e qualquer tipo de preconceito no futebol. A entidade é parceira do Observatório da Discriminação Racial no Futebol e do coletivo de Torcidas Canarinhos LGBTQ+, e está sempre aberta a novas iniciativas para que o futebol brasileiro se torne um espaço mais inclusivo e livre de preconceitos.

A CBF criou uma lista de recomendações para os jogadores que representarem a seleção brasileira. Segundo o “UOL Esportes”, os itens foram discutidos com os jogadores, e não impostos.

O intuito da entidade com a lista seria de “melhorar a imagem” da seleção brasileira e dar mais seriedade ao grupo.

Confira a lista de recomendações:

  • Passar imagem de seriedade;
  • Evitar brincos chamativos;
  • Não usar colares extravagantes;
  • Usar as redes sociais de maneira sóbria e com discrição, sem brincadeirinhas;
  • Usar o celular na mesa de jantar somente depois da refeição;
  • Evitar chegar ao estádio com fones de ouvido ou música alta;
  • Evitar aparecer em vídeos oficiais ouvindo música e brincando no vestiário;
  • Respeitar horários;
  • Não atrasar a saída do ônibus;
  • Não comer nada fora do plano nutricional no quarto.