Vídeo: a declaração de Abel Ferreira sobre a torcida do Grêmio

Abel Ferreira em Palmeiras x Athletico — Foto: Marcos Ribolli
Banner Stake

Torcedores do Grêmio xingam Renato Gaúcho

Em Caxias do Sul, o Grêmio abriu o placar em apenas dois minutos, deixando o Palmeiras em apuros devido aos muitos desfalques nesta 14ª rodada do Brasileirão. No entanto, o Verdão conseguiu buscar o empate, com gols de Flaco López e Estêvão, resultando em um placar final de 2 a 2. O camisa 41 teve uma noite de destaque, apesar dos erros da equipe.

Para vocês verem o tamanho do que estamos a conseguir. Tiveram equipes que ganharam há pouco, olha o Fluminense onde está. Parece fácil o que fazemos, mas não é. É desgastante, mas vamos andar a continuar. Estou a ver o Botafogo, Palmeiras, São Paulo, Flamengo, uma série de equipes com muita vontade, o Cruzeiro se reforçando de forma incrível, iniciou o treinador.

Após o apito final, alguns torcedores xingaram o técnico Renato Gaúcho, ao som de “burro”. Abel Ferreira saiu em defesa do comandante adversário.

Não são torcedores. São torcedores da vitória. Os verdadeiros torcedores estão com a equipe em todos os momentos. Isso foi o que mais me deixou triste no jogo, disse Abel.

O técnico Abel Ferreira apontou dificuldades com o gramado e falta de eficácia, mas destacou a resiliência da equipe. Os desfalques, que incluíram jogadores como Gómez, Ríos e Endrick (por conta da Copa América), além de Bruno Rodrigues, Rômulo, Lázaro e Murilo (por lesões), e Veiga, Zé Rafael e Gabriel Menino (suspensos), afetaram o desempenho do Palmeiras.

-– O Rony teve de cabeça, o goleiro defendeu, outra tentativa de bicicleta. Trocamos um primeiro volante pelo Mayke para dar mais chegada. Já falei algumas vezes que tem gols que não podem falhar. Não estou criticando que erra, mas é que futebol é eficácia, afirmou.

Na escalação titular, o time contou com cinco pratas da casa: os zagueiros Vitor Reis e Naves, o volante Fabinho, o meia Jhon Jhon e o atacante Estêvão, que brilhou ao criar o lance do primeiro gol e marcar o seu logo em seguida:

A gente fez o mais difícil, que foi chutar para fora, mas tem que ter eficácia. Mesmo assim continuamos no jogo e quando estávamos melhores e fizemos um pênalti, que meus jogadores sabem que dentro da área tem que cercar e não dar o bote. Mas faz parte.

Eles têm que bloquear e não desarmar. Mas acho que a equipe, mesmo estando perdendo de 2 a 0, conseguiu marcar e quase viramos. Jogamos em um gramado… Convido vocês a entrar e ver, não é condizente com o futebol brasileiro. Foi mais um ponto somado, em um campo difícil para as duas equipes, concluiu.

Confira a fala de Abel