West Ham impõe condição para vender Lucas Paquetá ao Flamengo

Lucas Paquetá em ação pelo West Ham (Foto: Eddie Keogh/Getty Images)
Banner Stake

West Ham define condição para negociar Lucas Paquetá 

Com o interesse do Flamengo em trazer de volta Lucas Paquetá, o West Ham já decidiu sobre a abordagem para o possível negócio, insistindo que só o negociará de forma permanente. Dessa forma, o time carioca está tomando as medidas legais necessárias para avaliar o investimento na contratação do jogador.

Os Hammers, que estavam perto de fechar a transferência do meia com o Manchester City por mais de 100 milhões de euros, agora percebem o risco de enfrentar uma punição severa e concluem que recuperar pelo menos parte do investimento feito em Paquetá é a única alternativa viável. A informação foi divulgada pelo Ge.

Internamente, a previsão é de que o desfecho da investigação não será tão rápido e, mesmo em caso de sanção, há recursos suficientes para manter o meia em campo.

Foto: Reprodução- Instagram

De acordo com a publicação, o Flamengo contratou os serviços do escritório de advocacia Bichara e Motta, especializado em assuntos da FIFA, para analisar a situação legal caso Lucas Paquetá enfrentasse alguma punição. Foi concluído que existem possibilidades de recursos que poderiam permitir sua continuidade em campo, inclusive tentando restringir a penalidade somente à Inglaterra.

Após o veredito ser anunciado, Lucas Paquetá teria a opção de apelar primeiro na Federação Inglesa (FA) e depois no Tribunal Arbitral do Esporte (CAS). Dessa forma, o jogador poderia continuar atuando no Brasil enquanto a sanção estiver ligada à Premier League.

Em relação à FIFA, que geralmente ratifica as penalidades globalmente nesses casos, ainda seria possível recorrer perante o Comitê de Apelação da entidade e, por fim, ao CAS. Formado nas categorias de base do Flamengo, Paquetá foi transferido para o Milan em 2018.

Depois de altos e baixos, os italianos o negociaram com o Lyon, da França. No clube francês, o brasileiro se destacou e foi vendido ao West Ham, da Inglaterra, por 60 milhões de euros. Em duas temporadas no futebol inglês, Lucas participou de 84 partidas, marcando 13 gols e contribuindo com 14 assistências.