A declaração de André Rizek sobre a eliminação da Seleção Brasileira

André Rizek durante um programa do SporTV (Foto: Reprodução/SporTV)
Banner Stake

A seleção brasileira de futebol masculino foi eliminada da Copa América no sábado em partida disputada contra o Uruguai. No tempo regulamentar, o jogo ficou em 0 a 0 mas nos pênaltis, a seleção uruguaia se sobressaiu vencendo por 4 a 2.

Foi uma péssima Copa América para a seleção brasileira. Dorival em nenhum momento conseguiu colocar a jogo as ideias que pelo menos ele teve êxito em clubes como o São Paulo e o Flamengo, ao qual ele foi bastante vitorioso.

Brasil não demonstrou vontade, garra e ânimo, algo que é da essência do Brasil. Taticamente desorganizado e tecnicamente muito limitado. A seleção brasileira não tem padrão de jogo tático, defensivamente e ofensivamente. A única partida que podemos dizer que chegou a ser próxima de um bom futebol foi contra a, extremamente limitada, seleção do Paraguai.

Contra Costa Rica, empate em 0 a 0 na estreia demonstraria quais seriam os próximos jogos. Muitos erros, jogo desorganizado e três volantes para jogar contra uma seleção fraquíssima.

Contra a Colômbia, apesar do 1 a 1, o Brasil foi engolido com direito a ‘olé’ da torcida colombiana para os jogadores que vestiam amarelo e verde no campo. Contra o Uruguai mais um desastre, mais uma desorganização até na hora de deixar Dorival para fora da roda de preparação para os pênaltis.

André Rizek, jornalista do SporTV do Grupo Globo comentou sobre a seleção brasileira e disse o que os jogadores precisam parar de fazer para conseguirem jogar mais futebol.

Pior que o desempenho em campo, na minha opinião, ou mais surpreendente, é a postura que os jogadores demonstraram nos Estados Unidos. Essa foi péssima. Começou com a dificuldade grande de lidar com algo que é inerente a profissão deles: críticas. O Danilo bateu boca com o torcedor após o empate com a Costa Rica, o Bruno Guimarães comemorou o gol xingando e o Vini Jr reagiu muito mal às críticas técnicas, comentários técnicos sobre o jogo dele. Criaram um cenário mais uma vez de: eles jogadores contra o resto, ele jogadores contra o mundo, contra a imprensa, contra a torcida. Uma tremenda bobagem.

Rizek ainda comentou sobre as vésperas do jogo contra o Uruguai e a postura dos jogadores ante a maior decisão do ano para eles:

— Ai vem o duelo contra o Uruguai. Nas vésperas do jogo, o Andreas Pereira deu uma declaração muito infeliz. Foi cutucar a celeste com vara curta e disse que os uruguaios ‘sonham em ter uma seleção como a nossa’. Oi?. Nem a gente aqui no Brasil sonha com essa seleção, a gente sonha com seleções que conquistaram ou que não conquistaram e estão no nosso imaginário. Essa não está e está longe de estar. Time uruguaio é melhor que o nosso e falar isso a 2 dias do jogo é dar munição ao adversário.

Rizek lembrou a fala de Endrick ao final da partida e considerou como o ‘descolamento máximo da realidade’:

Ele disse que os jogadores poderiam estar de férias mas estão lá, quase que fazendo um favor para a seleção na Copa América. O Endrick, pelo amor de Deus, cara. A seleção é quem dá essa honra a quem veste a camiseta mais gloriosa do futebol mundial. Não é só o jogador brasileiro que ganhou a Champions e foi disputar uma competição com a seleção. Bellingham está na Inglaterra. Valverde está no Uruguai. Carvajal com Espanha entre outros. Eu imaginava que a sexta colocação nas eliminatórias, o Brasil é o sexto pudesse servir de algo, além de nos assustar. Eu achei que esse momento servisse, pelo menos, para a gente baixar a bola. Dorival dirigiu o Brasil em 8 jogos, está começando o trabalho dele, mas a missão do jogador está muito clara: falar menos e jogar mais.

Qual a próxima partida da seleção brasileira?

O Brasil vai voltar a campo apenas em setembro, serão 2 meses sem ter a canarinho dentro de campo. O próximo jogo será válido pelas eliminatórias da américa do Sul para a Copa do Mundo de 2026. A partida será contra o Equador no dia 5 de setembro e contra o Paraguai no dia 10 de setembro.

O Brasil ainda tem 12 jogos. São 36 pontos em disputa. Atualmente está em 6º com 7 pontos e 8 atrás da Argentina, primeira colocada. São 6 classificados para a Copa e 1 para a repescagem. Na América do Sul estão 10 em disputa, apenas 3 não se classificam.