A declaração de Romero sobre a atual situação do Corinthians

Escudo do Corinthians (Foto: Reprodução/Instagram)
Banner Stake

Capitão do Corinthians pede urgência na contratação de novo treinador e união do time

O atacante Romero, capitão do Corinthians, manifestou a necessidade urgente de contratação de um novo treinador após a demissão de António Oliveira, ocorrida há quase uma semana. Em Belo Horizonte, o jogador destacou a importância de uma ação rápida e de uma maior união da equipe, que atualmente soma apenas 12 pontos após 15 partidas na Série A.

— É tudo. A gente tem que melhorar em tudo: nós em campo, nossa situação da diretoria, a escolha do treinador. Todo mundo tem que melhorar. Clube não funciona só com jogador ou diretoria. Todo mundo tem que subir no barco e sair desta situação junto. Não é só um lado que vai conseguir sair, desabafou Romero.

Ele enfatizou a necessidade de trabalho e autocrítica neste momento difícil, além de reforçar a importância de todos quererem vencer para sair desta situação complicada. Para o atacante, a união é fundamental para o bem do Corinthians, que é o mais importante.

Entre as melhorias necessárias na diretoria, presidida por Augusto Melo, Romero citou a procura por um novo treinador. O Timão foi dirigido nas duas últimas jornadas por Raphael Laruccia, que há duas semanas comandava o time sub-17 alvinegro.

— Acho que quanto mais rápido conseguirmos um treinador, melhor. A gente vai esperar a definição do novo treinador para comprar a ideia dele. Não temos tempo para esperar muito, tem jogo na quarta-feira. Temos que focar, concentrar, descansar agora e já pensar no Vasco, que vai ser um jogo difícil lá, declarou o capitão.

Apesar do senso de urgência, Romero ainda vê uma saída para a situação do Corinthians, especialmente pelo longo campeonato pela frente.

— O momento mais difícil foi no ano passado, quando brigamos para não cair. Começamos mal no Brasileiro, mas ainda há tempo para reagir. Estamos quase na metade do campeonato e temos que acordar logo, concentrar mais no começo dos jogos, reclamou o paraguaio, citando o gol sofrido logo no início como um ponto de atenção.

— Tomamos gol com cinco minutos e só nós jogadores somos os culpados. A gente tem que mostrar dentro de campo, não só lá fora. Temos que melhorar essa situação e vamos conseguir mais vitórias, concluiu o capitão corintiano no último domingo.

A diretoria pretende definir o novo comandante ainda no início desta semana. Na quarta-feira, a partir das 19h (de Brasília), o Timão enfrentará o Vasco, em São Januário, pela 16ª rodada da competição.