Imprensa internacional esclarece suposta briga envolvendo Gustavo Gómez, do Palmeiras

Gustavo Gómez em treino do Palmeiras (Foto: Cesar Greco/SEP)
Banner Stake

O diretor da APF, esclareceu os rumores e disse que não passava de fofoca

Miguel Figueredo, diretor da Associação Paraguaia de Futebol, esclareceu os rumores em torno de Gustavo Gómez e Carlos Coronel durante a Copa América. Ambos os jogadores não tiveram minutos em campo devido à decisão técnica do treinador Daniel Garnero.

Embora os boatos sugerissem uma briga no vestiário, Miguel negou veementemente essa possibilidade, afirmando que “fofoca não merece esclarecimento”.

Fofoca não merece esclarecimento, nada do que foi dito aconteceu. Chegou a ser dito que havia uma luta de boxe, praticamente, disse.

O Paraguai enfrentou dificuldades no torneio continental, sofrendo oito gols em três jogos e marcando apenas três. Agora, a equipe concentra-se nas Eliminatórias Sul-Americanas, onde enfrentará Uruguai e Brasil.

Miguel Figueredo também lamentou a campanha da Albirroja nos Estados Unidos, que resultou na demissão de Daniel Garnero. Ele enfatizou a necessidade de a Seleção Paraguaia voltar às suas raízes para se reerguer na América do Sul.

Sejamos honestos, não estamos a jogar bom futebol, não somos uma equipa que joga bonito. Temos que voltar às nossas raízes, jogar o futebol que conhecemos, praticar o futebol, disse.

A Associação Paraguaia de Futebol busca um treinador experiente em seleções, com nomes como Luiz Felipe Scolari e Néstor Pekerman sendo considerados para assumir o cargo.

Para mim temos de procurar um treinador que tenha experiência em seleções. E que se adapte ao futebol paraguaio, disse sobre o possível substituto de Garnero.

Ramón Díaz já foi descartado, e o nome de Carlos Jara Saguier, técnico do sub-23, também não está mais em consideração.