Flamengo oferece 34 milhões de reais para comprar 60% de meio-campista do Roma

Gerson em ação pela Fiorentina (Foto: Gabriele Maltinti/Getty Images)
Banner Stake

Flamengo e Gerson buscam entendimentos para tornar possível o retorno do volante ao Brasil. O encontro entre dirigentes do clube, o próprio jogador e seu pai, que o representa, ocorreu no último domingo (30) e foi positivo para as duas partes. Em que pese o interesse de outros times, a vontade do atleta – emprestado à Fiorentina e vinculado à Roma, ambos da Itália – e a estratégia Rubro-Negra podem ser determinantes.

Inicialmente, o Flamengo pretendia o empréstimo do jogador, mas a opção foi colocada de lado, uma vez que a Roma deseja vendê-lo. Neste cenário, a cúpula Rubro-Negra entendeu que adquirir parte dos direitos econômicos de Gerson era o melhor caminho. Sendo assim, a proposta elaborada foi de cerca de 8 milhões de euros – R$ 34 milhões na cotação atual – por 60% dos direitos e um contrato entre quatro e cinco anos. A informação é do jornalista Venê Casagrande.

O Mais Querido enviou a proposta nesta terça-feira (02). Em paralelo, Marcão, pai de Gerson, pretende convencer o time italiano a negociar o jogador. Em caso de negativa, o planejado é informar que o volante pretende ficar no clube, que não conta com ele para a temporada 2019/2020. A estratégia – traçada durante a reunião entre Marcos Braz, Bruno Spindel, o jogador e seu pai – é vista como a ideal para pressionar a Roma, de maneira que os italianos cedam ao interesse do jogador de ser repatriado e estar perto da família.

Retirado de: Coluna do Fla