Eduardo Bandeira de Mello faz alerta sobre o estádio do Flamengo

0
Estádio Maracanã (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

A nova licitação do Maracanã está desagradando bastante os dirigentes rubro-negros, tantos os que estão em atividade quanto os que trabalharam em gestões anteriores. Uma das pessoas a se manifestar sobre o assunto foi o ex-presidente Eduardo Bandeira de Mello.

Em participação no podcast do jornalista Benjamin Back no YouTube, o ex-dirigente alertou sobre as exigências feitas no edital de concessão do Maracanã. Bandeira de Mello afirmou que as novas condições impostas tiram a autonomia dos concessionários.

— Essa licitação do Maracanã é quase inviável. Faz exigências absurdas de ingressos e camarotes. Eu até defendo que o Flamengo participe da licitação, mas sabendo que não é uma solução definitiva.

Com o Maracanã ficando cada vez mais difícil de manter, o Flamengo colocou em prática o projeto da construção de um estádio próprio. Em relação a esta possibilidade e às promessas feitas nos últimos meses, o ex-dirigente afirmou que a realidade pode se apresentar de uma forma diferente em breve. Um dos fatores importantes de serem considerados é a atual gestão do estado e do país, que trabalham para a reeleição.

— Daqui a 11 dias, a gente vai ver o que é de verdade e o que é promessa vazia. Para a carruagem não virar abóbora. Só a partir de 2 de outubro você vai pode saber o quais as condições o Flamengo vai ter em relação ao terreno.

De qualquer maneira, a construção de um estádio próprio tem grande relevância para o Flamengo, que precisa de mais autonomia e melhores condições do gramado para atender à alta demanda das partidas que disputa por temporada. Contudo, é importante ter cautela ao planejar a construção, uma vez que será um projeto demorado.

— Não é um processo de 15 dias ou dois meses, mas de dois a três anos na melhor das hipóteses. O clube tem que pensar em todos os lados da questão.