Flamengo poderá atingir feito inédito entre brasileiros em 2023

Jogadores do Flamengo antes de jogo contra o Corinthians pela Libertadores (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Depois de um cenário de incerteza acerca de qual será a sede do Mundial de Clubes 2022, a Fifa se pronunciou nesta sexta-feira (16), oficializando que Marrocos foi escolhido como palco da competição, que ocorre entre os dias 1 de 11 de fevereiro. Neste cenário, o Flamengo, representante sul-americano e brasileiro no torneio, tentará um feito inédito: ganhar a competição no país africano, que será o evento pela terceira vez na história.

O rubro-negro tentará quebrar a mística de ao menos ser o primeiro brasileiro finalista em solo marroquino. Em 2013, o Atlético-MG representou o Brasil no Mundial de Clubes, mas acabou caindo de forma precoce nas quartas de final para o desconhecido Raja Casablanca. O Bayern de Munique acabou sendo o campeão daquela edição. No ano seguinte, o Mundial de Clubes teve o San Lorenzo como representante da América do Sul, e o “time do Papa” chegou à final, mas perdeu para o Real Madrid.

Leia também:

Campeão em 1981, o Flamengo buscará o bicampeonato Mundial. Além da equipe carioca, Auckland City (AUS), Wydad Casablanca (MAR), Al- Ahly (EGT), Seattle Sounders (EUA) e Real Madrid (ESP) estão confirmados no campeonato. A reapresentação do time rubro-negro ocorre no dia 26 de dezembro, ainda sem o técnico Vítor Pereira, que iniciará os trabalhos nos primeiros dias de janeiro.

A estreia do time da Gávea na temporada foi antecipada para o dia 12 de janeiro, diante do Audax, na abertura do Carioca. Inicialmente, o debute do Flamengo seria no dia 14, contra a Portuguesa, mas em função das datas do Mundial, houve uma formatação na agenda. A antecipação possibilita mais tempo para a equipe brasileira na preparação e viagem para Marrocos.

Retirado de: Torcedores