Elenco do Flamengo tem reunião com Braz e Landim após protesto no CT

12
Marcos Braz durante coletiva de imprensa no Ninho do Urubu (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Após a derrota para o Ceará no último domingo (10), o Flamengo iniciou a semana de uma forma muito agitada. Em meio a reuniões e protestos, a insatisfação com a realidade do clube foi exposta com palavras mais brandas e também no grito.

O vazamento de supostas informações sobre problemas internos do time e, no dia seguinte, a nota emitida pelo Fla rebatendo tais relatos, mostram o retrato de um clube que perdeu seu caminho e vaga em meio ao caos. Em busca de soluções para os problemas vividos, a diretoria esteve hoje (12) no Ninho do Urubu.

Passando direto pelo protesto nos portões do Centro de Treinamento, o presidente e o vice de futebol do Fla se encontraram com o elenco rubro-negro. Ainda sem a presença de Rogério Ceni, Landim e Braz se reuniram com os jogadores a portas fechadas em busca de soluções e explicações, na busca de melhoras ainda sob o comando da comissão técnica de Ceni, que foi votado para permanecer no Flamengo.

Após a reunião, os atletas iniciaram a tarde de treinamentos para enfrentar o Goiás na segunda-feira (18). O duelo ocorrerá às 20h (horário de Brasília) e será transmitido pelo Premiere.

12 COMENTÁRIOS

  1. Tinha que ter todos os dias dessa semana pelo menos, um absurdo oq está acontecendo. Serve pra ver se voltam para realidade, pois os caras recebem um salário em um mês o que muitos de nós nunca iremos receber nem somando o dinheiro da nossa vida inteira, trabalhando o dia inteiro!

  2. Bom aí chega segunda feira ganha do “poderoso” Goiás que tá brigando pra não cair e acha que tá tudo bem, ta tudo bem nada,esse time tem que tomar vergonha na cara e honrar o manto rubro-negro, alguns jogadores não merecem vestir essa camisa inclusive o senhor Rogério Ceni, então acima de tudo VERGONHA NA CARA pra vestir essa camisa.
    #SRN
    #ForaCeni
    ❤🖤❤🖤❤🖤❤🖤

  3. Sabe oq e pior eles não sabe oq brasileiro acorda as 4 da manhã e chega em casa só a noite não tem vida social e no final do mês ganham um salário mínimo eles ganham tudo acima de 500 mil e não dão valor a torcida que paga seus salário e o maior patrimônio do clube e ela merece respeito nao e jogador escolher hora de treinamento ou fazer corpo mole vários deles andando no campo nenhum compretimento com a camisa que vestem bando de sem vergonha não adianta fica pensando oq fizeram no passado pois se vacila ficaremos fora da libertadores

  4. Foi pouco o que fizeram, jogadores do flamengo deveriam tomar uma surra antes dos treinos e dos jogos, pra criar vergonha.

  5. Sou contra qualquer tipo de violência. Protesto é uma coisa. Agora bater na não concordo. É hora de colocar a cabeça no lugar e tentar resolver essa situação adversa. Não é o fim do mundo. Tenho certeza que o FLAMENGO é maior e vai sair dessa. Vamos terminar o campeonato e tentar encostar ou quem sabe até assumir a liderança. Nada é impossível. E só o time voltar a jogar o futebol de 2019. E simples assim.

  6. Tem jeito não a diretoria é cabeça dura e jamais vai admitir que errou e perdeu o controle do time os jogadores são culpados também por tanta incompetência na finalização das jogadas e visível a falta de vontade de ganhar de jogar e na minha opinião já deveria ter colocado as cartas na mesa com quem está insatisfeito e pedir para seus empresários buscarem outro clube para jogar o que não pode é receberem salários absurdos para uma temporada vergonhosa e ainda prejudicar a próxima temporada. já esta mais que na hora de buscar um técnico que olhe com carinho para os jogadores da base e vender para fazer caixa de jogadores caros como Gabi gol, Bruno Henrique, Arão, Felipe Luis, Everton Ribeiro, Diego Alves que não era pra ter renovado, Vitinho, Michael, Gustavo Henrique, Leo Pereira Lincon e Renê

  7. Baderna …… protesto em plena pandemia inrresponsabilidade 🤬🤬🤬🤬🤬filha da puta desse jogando coisas e chutando o carro dos atletas

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here