Guillermo Varela quer jogar no Flamengo

Guillermo Varela com um casaco do Dynamo Moscou (Foto: Divulgação)
Banner Stake

De oferecido à negociação para acertar base salarial. Em poucos dias, a situação envolvendo Flamengo e Guillermo Varela mudou. Perto de deixar o Dynamo de Moscou exercendo a cláusula unilateral da Fifa (direito dado pela entidade máxima do futebol a jogadores que pertencem a clubes da Rússia e Ucrânia, países que estão em guerra), o lateral-direito foi oferecido ao Rubro-Negro por intermediário brasileiro, na última quinta-feira, e teve o nome aprovado pela diretoria rubro-negra.

Depois de os dirigentes do Flamengo entenderem que o jogador preenche os requisitos necessários para se tentar a contratação, Marcos Braz, um dos mais interessados em ter Guillermo Varela, iniciou contatos com pessoas do estafe do atleta para entender melhor a situação. Após ouvir que o jogador, mesmo tendo propostas de outros clubes da Europa, tem o interesse de atuar pelo Rubro-Negro, a cúpula do Fla iniciou, nas últimas horas, as conversas para acertar a base salarial.

O Flamengo entende que, para ter esse jogador, precisa primeiro acertar os valores dos vencimentos (e também de luvas) e, em seguida, Guillermo exercer o direito da cláusula unilateral da Fifa para deixar o Dynamo de Moscou. Segundo as pessoas envolvidas nas tratativas, as conversas estão “fluindo de maneira natural” e “tem avançado”.

Enquanto conversa com o Flamengo e aguarda o desfecho sobre o futuro, Guillermo está decidido a não ficará no Dynamo de Moscou. Segundo o jornalista brasileiro Fábio Aleixo que mora na Rússia, o uruguaio já retirou os seus pertences do clube e deixará o país em breve.

O atual cenário indica que Guillermo Varela se aproxima do Flamengo mesmo com ajustes a serem feitos pelas duas partes no ponto de vista contratual. O interesse do Rubro-Negro em ter o uruguaio no elenco é já pensando em 2023, quando não terá mais Rodinei. O atual titular do time de Dorival tem vínculo até dezembro e não irá renovar o contrato para permanecer na próxima temporada.

Retirado de: O Dia