Jornalista avalia chances de Neymar retornar ao Brasil e jogar no Flamengo

0
Neymar e Vini Jr comemoram gol marcado pela Seleção Brasileira no Maracanã (Foto: André Durão)

Neymar já deu algumas declarações sobre o desejo de vestir a camisa do Flamengo e ter a oportunidade de jogar no Maracanã lotado. Contudo, o atacante do PSG também já revelou o sonho de voltar ao Santos e até mesmo de atuar no Estados Unidos.

Durante entrevista ao ‘Charla Podcast’, a jornalista Isabela Pagliari, falou sobre o possível futuro do camisa 10 do PSG. Amiga pessoal do atacante, a ex-repórter da TNT avaliou a possibilidade de Neymar jogar no Flamengo num futuro próximo.

“O Neymar ama o Rio de Janeiro. Num pós-Copa… Se bem que ele tem contrato com o PSG. Acho que até 2026 já era. Depois ele já falou em jogar nos Estados Unidos, mas nunca diga nunca. Possível é, mas eu penso que ele tem contrato com o Paris. Lá não tem multa rescisória. Pra sair, só se ambas as partes quiserem. Se ele ganha a Copa e fala que quer um novo desafio, ele vai ter que sentar e ver se é possível. Contratualmente não é porque na França não tem multa rescisória. Se você quiser contratar um jogador que atua na França e o clube não quiser vendê-lo, ele não sai. O jogador está meio que numa “prisão”. O Barcelona tentou contratar o Neymar, mas a resposta foi não”, disse Isabela Pagliari.

Na mesma entrevista, Isabela Pagliari, torcedora fanática do Palmeiras, já tinha contado que chegou a convidar Neymar para jogar no Verdão. O atacante admitiu que era torcedor do Alviverde na infância, mas depois se tornou santista.

“Eu sou palmeirense e já falei pra ele que tem que voltar [ao Brasil] pra jogar no Palmeiras. Ele falou ‘não, se eu voltar é para o Santos’. Eu acho que foi isso que ele falou. Não quero aqui criar uma polêmica, até porque eu não sei se estava mais “alterada””, contou.

Em maio, durante live com o meia Diego Ribas no Instagram, Neymar relembrou a conquista do Flamengo na Libertadores 2019. O atacante da seleção brasileira e do PSG admitiu que estava torcendo para o rubro-negro.

“A final da Libertadores de vocês vi aqui em casa, torcendo pelo Flamengo, claro. Tinha um flamenguista fanático aqui, meu amigo. Faltando dois minutos, Gabriel acha o gol. No segundo gol, ficamos malucos. Falei: “Caraca, acho que sou flamenguista”. Não é por ser o Flamengo, acho que foi mais pelos jogadores que tinham no Flamengo. A maioria que está no Flamengo é meu amigo ou conhecido de Seleção. A gente torce pelos nossos amigos, e ver a felicidade de vocês foi incrível. Foi como se eu tivesse participado do título, tanto que eu liguei para o Gabriel. Fizeram história, e eu e meu pai pulamos abraçados aqui”, relembrou.

Retirado de: Torcedores