Flamengo tentou contratar lateral-direito do Manchester City; empresários interferiram

0
Yan Couto em ação com a camisa do Manchester City (Foto: Reprodução)

O Flamengo viu escorrer pelos dedos as chances de contratar o lateral-direito Yan Couto, pertencente ao Grupo City, na última janela de transferências. O jovem tem 20 anos e reúne passagens por Coritiba e Braga (POR), além de já ter representado a seleção brasileira sub-17 em algumas oportunidades.

O clube carioca estava otimista com o desenrolar das conversas, mas esbarrou na vontade dos representantes do atleta de segurá-lo por mais um tempo na Europa. Eles entendem que a joia tem capacidade de brilhar no Velho Continente e, por consequência, atrair a atenção de gigantes do futebol mundial.

Na temporada passada, jogando em Portugal, conseguiu cavar o seu espaço no elenco do técnico Carlos Carvalhal e foi titular na maior parte do calendário de competições. Ao todo, vestiu a camisa braguista em 42 compromissos (incluindo taças domésticas e Europa League), participando ativamente de cinco gols, um de sua autoria.

Sem acertar o seu retorno para o Brasil, Yan Couto acabou se transferindo para o Girona, time modesto da Espanha, mas que atua na elite da La Liga. A agremiação é uma das 12 que têm como dono o Grupo City, bem como o Manchester City, o Palermo (ITA) e o Bolívar (BOL) — o Bahia está em processo para se juntar a esses.

Mas o Flamengo não saiu de mãos abanando na última janela de transferências e se acertou com o uruguaio, também lateral-direito, Guillermo Varela. Na ocasião, o atleta se utilizou da cláusula da Fifa que permitia a suspensão do contrato vigente para futebolistas que atuavam na Rússia e na Ucrânia. Ele era contratado do Dínamo de Moscou.

Retirado de: Torcedores