Empresário e Léo Ortiz ‘entram em choque’ com Bragantino por complicar acerto com Flamengo

Por: Leonardo Antônio

A negociação envolvendo o Flamengo e o zagueiro Léo Ortiz, atualmente no Red Bull Bragantino, tem se intensificado, marcada principalmente pelo atrito entre o empresário de Ortiz, Paulo Pitombeira, e a diretoria do Bragantino. O clube carioca, tendo já anunciado Nicolás De La Cruz como reforço, está em vias de concluir a contratação de Ortiz como sua segunda aquisição para a temporada de 2024.

O Flamengo está disposto a investir 5 milhões de euros (cerca de R$ 27 milhões) na compra de Ortiz. Este valor é significativamente inferior aos 12 milhões de euros (aproximadamente R$ 65 milhões) inicialmente demandados pelo Bragantino. A negociação tem sido marcada por uma firmeza por parte do empresário Paulo Pitombeira, que tem liderado as discussões com Diego Cerri, executivo do Bragantino, em uma postura inflexível quanto à redução da quantia pedida pelo clube paulista.

Leia também:

O Red Bull Bragantino apresentou uma proposta de renovação contratual para Léo Ortiz, com um aumento salarial que o colocaria entre os zagueiros mais bem pagos do Brasil. No entanto, tanto o jogador quanto seu empresário estão focados na transferência para o Flamengo, rejeitando abrir negociações com o Bragantino.

O desejo de Ortiz em se transferir para o Flamengo é um ponto crucial nas negociações. Ele até interrompeu suas férias em Nova York para se envolver diretamente nas negociações, indicando um contrato de cinco anos com o clube carioca. A expectativa é que o jogador se apresente no CT Ninho do Urubu em 8 de janeiro para a pré-temporada de 2024.

A situação tem gerado um ambiente tenso nas negociações, com a inflexibilidade do Bragantino irritando tanto o atleta quanto seus agentes. Está prevista uma nova rodada de conversas entre as partes envolvidas, que serão decisivas para o desfecho da negociação.