Jornal aponta fator crucial para fracasso do Flamengo em negociação envolvendo Mario Balotelli

Mario Balotelli sorri durante jogo do Olympique de Marselha, da França (Foto: Nicolas Tucat/AFP)

O Flamengo comunicou, na tarde desta quinta-feira (15 de agosto), o encerramento das negociações com o centroavante Mario Balotelli, que seria o décimo reforço rubro-negro na temporada. As conversas pelo jogador estavam em curso há quase duas semanas, sendo que, na última segunda (12 de agosto), se intensificaram com a ida de representantes do Fla à Europa.

Em meio a isso, um dos fatores cruciais para o fracasso na operação foi o excesso de agentes envolvidos, segundo reportagem do jornal “O Globo”.

Leia também:

Pouco depois do esclarecimento do Fla sobre o assunto, o veículo divulgou nota trazendo detalhes da transação fracassada. Em trecho, o jornal afirma que, por ter usado intermediários antes de fazer contato com Mino Raiola – empresário do jogador -, o negócio acabou se complicando.

“O excesso de intermediários não caiu bem para Mino Raiola inicialmente”, indicou a reportagem, citando nomes como Andrea Catolli e Frank Assunção, agentes que têm um ciclo de amizades em comum com Balotelli, além de Evandro Ferreira, também empresário do meio futebolístico.

Sem Balotelli, o Flamengo segue sem atender o pedido do técnico Jorge Jesus, que solicitou a contratação de um centroavante desde sua chegada ao Rubro-Negro. Mesmo com Gabigol na equipe, o treinador português acredita que é necessária a chegada de um atleta com mais características de área para que sua ideia de jogo seja implantada, indicando a ausência de um atleta com tais atributos no elenco do Fla.

Sua opinião sobre o negócio envolvendo Cuellar:

https://twitter.com/gavea_news/status/1162022209113788418



Retirado de: Coluna do Fla